Natan Bandeira

Amo estudar, esportes olímpicos (inclusive já pratiquei e ensinei a ginástica olímpica), gosto de artes marciais, música, tanto de canto quanto instrumentos e adoro estudar sobre eletricidade e história da ciência e do empreendedorismo!

Agendamentos:
Manhãs e tardes
(7h até 16h)

“Sempre quis trabalhar em algo que envolvesse estudo e aprendizagem. Acabei seguindo mais ou menos essa linha mas agora estou na essência!”

Natan Bandeira

como aprendi inglês

Minha especialização é em relacionamento comercial. Nesta área estudei o comportamento humano e como influênciar pelo meu próprio comportamento. Decidi aplicar isso à área educacional ao invés da comercial. Afinal, se eu conseguia ajudar alguém a tomar uma decisão importante pra ela e fechar um negócio de seu interesse, quanto mais não poderia fazer eu, se continuasse a ajudá e incentivar a pessoa durante todo o processo de ensino?

Bons amigos

Eu tive um amigo em especial que me ensinou alguns métodos simples de aprendizagem No entanto, acho que o que mais me ajudou foi entender como pensar na coisa em si ao invés da tradução dela. Daí partiu muita coisa, mais à frente, em minha aprendizagem.

um livro

A melhor experiência, por indicação desse amigo, inclusive, foi ler um livro que eu gostava muito e consigui a versão original em inglês. Comecei a ler mesmo sem entender. Aquilo deu um “estalo” em minha cabeça e incrivelmente meu inglês destravou e comecei a compreender muito!

letras de música

Geralmente minha pronúncia é elogiado pelos americanos. Quando eu era pequeno, por volta dos 12 anos, eu tinha um CD do Eminem. Como eu não consegui acompanhar a música eu comecei a olhar a letra enquanto ouvia. Mais tarde parei de ouvir por caura dos palavrões (rs).

minha experiência na start

Minha experiência com a escola (ensino fundamental e médio) foi boa pois sempre gostei muito de estudar. No entanto, conforme eu avançava, também questionava cada vez mais o propósito das matérias. O desconhecimento dos propósitos e usos ou mesmo a falta de profundidade interativa realmente me deixavam incomodado. Chegou num ponto que decidi começar a estudar mais por minha própria conta o que era de meu próprio interesse.Como eu já não estava mais em uma “escola”, tive mais liberdade pra isso.

Foi quando eu tive um “boom” de conhecimento! Comecei a entender as coisas que faziam-me aprender: funcionamento do cérebro, retenção de informação e aprendizagem, aprendizagem e aquisição de línguas e tudo isso fez eu chegar ao ponto e método de ensino que uso hoje.

Ainda hoje fico muito impressionado com os resultados. Consigo ver pessoas saindo do zero e conversando em inglês, outros concertam erros de sistema de ensino anteriores e soltam a conversação. Já vi até pessoas vencendo preconceitos de aprender inglês ou traumas antigos e passando a amar o idioma e ficarem “viciadas” em aprender!